Sobreviver em nosso país em uma das maiores crises dantes vista é realmente chamar para si as responsabilidades e tomar a frente nas mudanças, esse é o recado para os empresários e empreendedores de valor.

Muita gente fica lamentando pelas paredes, buscando apontar culpados pela mesma ou sonhar que vai chegar um pacote de super medidas eficazes produzidas pelo governo, que de certo nunca virá. Lembramos que somos uma economia fechada e paternalista, ficamos muito na zona de proteção.

Atitudes têm que ser tomadas para poder sobreviver em 2016, tais como: mudar, reciclar, reinventar, rever planos e metas, pois este ano tem um viés negativo e poucos sobreviverão, já estamos vendo o número de desempregados aumentarem em função de fechamento de atividades.

 A preguiça se sobrepõe a nossa cultura, pois muitos empresários sabem o que precisam fazer , mas não fazem, esperam acontecer, gostam de apagar incêndios. Porém eles têm obrigação de saber que para atingir seus objetivos eles têm que realizar ações e que se não o fizerem  não alcançarão a excelência ou a solução de seus problemas.

O gestor tem que utilizar seu banco de dados ou buscar dados, para conhecerem o comportamento de seus concorrentes e consumidores, não podem ficar alheios ao mercado e o seu comportamento, antecipar os períodos de instabilidade.

O segredo primordial de tudo é o Planejamento, poucas empresas o fazem e o exemplo vem de cima, o governo não o faz e ai ninguém faz.  Defina metas para um período de 90 dias, pois assim torna-se-á mais fácil monitorar e controlar. Se houver desvios será fácil corrigi-los. Desenvolva uma visão sistêmica em sua empresa buscando a sustentabilidade.  A criação de metas é fundamental, pois elas influenciam os resultados.

Não se esqueça de que o  cliente é  Rei; crie uma conexão emocional, fidelize-o. Não deixe de surpreendê-lo, busque entender suas necessidades através de pesquisas ou conversas – crie emoção. Os funcionários de sua empresa devem participar desse processo, não basta os funcionários vestirem a camisa da empresa, eles têm que abotoar.  Não fique com medo de que isso vai lhe custar muito caro, olhe como investimento, utilize as ferramentas administrativas para prever os problemas e solucioná-los; e não esqueça de sempre pensar positivamente.

Muitos funcionários não sabem quase nada de suas  empresas, este é um erro gravíssimo, sua empresa tem uma missão e ela tem que ser compartilhada, os colaboradores formarão um time vencedor, uma verdadeira equipe. Você ganha credibilidade e a empresa também.  Em qualidade total, todos nós somos clientes, seus funcionários (colaboradores) que são clientes internos somarão forças como os clientes externos acreditando na empresa e respeitando-a.

A crise traz algumas oportunidades, não se esqueça disso, não é filosofia é realidade. O empresário tem que se firmar como empreendedor,  saber ouvir, ficar atento ao que está acontecendo e ouvir a comunidade. Faça diferente e melhor, aperfeiçoe sua habilidade, escolha a melhor forma de tributação, busque a melhor linha de financiamento.

A ordem do dia é livrar-se das dividas, fazer uma faxina nos seus gastos. Desenvolva um diagnóstico de sua vida financeira, corte os supérfluos.

Inove, assim você irá gerar novas rendas e lucros, negocie suas dividas se houver, adie projetos, invista tudo isso dentro do conceito de planejamento.

Por fim, sonhe! E quando acordar, realize os seu sonhos.